Quarta-feira, 08 de Julho de 2020

BRASIL
Terça-feira, 30 de Junho de 2020, 17h:06

Deputado estadual Barbosinha

Barbosinha pede que suspensão do corte de água seja estendida até fim do ano para famílias de baixa renda

Luciana Bomfim

O deputado Barbosinha (DEM-MS) apresentou na última semana, em sessão na Assembleia Legislativa, indicação ao Governo do Estado solicitando que seja mantida a prorrogação da isenção do pagamento das contas de água dos beneficiários da tarifa social, bem como, a suspensão da interrupção dos serviços de fornecimento de água em todas as unidades consumidoras da Sanesul nos 68 municípios atendidos pela empresa.

O parlamentar propõe que o prazo seja estendido até 31 de dezembro de 2020, data que coincide com o fim do estado de calamidade pública decretado pelo Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, por intermédio do Decreto Legislativo 620.

Barbosinha voltou a cobrar essa manutenção durante a sessão desta terça-feira (30). Em março, o Governo do Estado anunciou a suspensão por 90 dias da obrigatoriedade no pagamento das contas de água dessas famílias e suspendeu o corte do fornecimento dos serviços pelo mesmo período.

“Esse prazo de 90 dias venceu na última semana e solicitei a prorrogação até 31 de dezembro, tendo em vista que durante este período a crise financeira instalada no Brasil agravou-se ainda mais e as famílias estão com seus recursos comprometidos. As pessoas têm passado um tempo maior reclusas em suas residências, o que aumenta o consumo de água e por outro lado a renda familiar está drasticamente comprometida, sendo necessário, neste momento, que as pessoas invistam os poucos recursos disponíveis na subsistência dos seus entes queridos, com gastos prioritários em alimentos e remédios”, defendeu o deputado lembrando que em Mato Grosso do Sul aproximadamente 50 mil pessoas são beneficiadas pela tarifa social da Sanesul.

De acordo com as recomendações de cuidado expedidas pelo Governo do Estado e pelo Ministério da Saúde, a boa alimentação, hidratação e cuidado com a higiene são essenciais para proteção do cidadãos e combate ao coronavírus.

“No entanto, caso as pessoas tenham o seu serviço de abastecimento de água interrompido será impossível manter as recomendações e a higiene pessoal. Essa é a medida mais eficaz comprovada até o momento e a água é imprescindível para a higienização das mãos, sendo a maior aliada no combate ao vírus”, salientou Barbosinha.

Caso seja autorizada a retomada dos cortes no fornecimento de água, as pessoas ficarão vulneráveis a contaminação, não conseguindo manter condições mínimas de higiene e cuidados pessoais, na avaliação do deputado.

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370