Sexta-feira, 03 de Dezembro de 2021

POLÍCIA
Segunda-feira, 18 de Outubro de 2021, 10h:36

Continuar na cadeia

Agiota preso durante investigação de assassinato de mulher de policial vai continuar na cadeia

Ele foi preso com uma arma na cintura e teria implicações na morte de Márcia Lugo

MIDIAMAX

(Foto: Leonardo de França - Jornal Midiamax)

O agiota de 28 anos, conhecido como ‘China’, ficará preso depois de ter a prisão convertida pela Justiça nesta segunda-feira (18), em audiência de custódia. Ele estaria sendo investigado por ter implicações no assassinato de Márcia Lugo de 57 anos. A mulher foi encontrada morta na BR-262, no dia 8 deste mês.

‘China’ foi preso por policiais da 6º Delegacia de Polícia Civil na última sexta-feira (15), no bairro Jardim Tijuca. Ele já era investigado e foi encontrado com um revólver calibre .38 na cintura, que disse que era para sua defesa pessoal, já que emprestava dinheiro a juros - agiotagem. 

Ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado para uma cela do Garras, já que durante o temporal que teve na cidade a 6º DP ficou sem energia. O suspeito prestou depoimento alegando que usava a arma para a sua defesa pessoal, já que emprestava dinheiro a juros - agiotagem.

Ele ainda revelou que comprou a arma há 1 ano, em uma loja no Paraguai pagando o valor de R$ 2.800. Não há informações qual seria a possível participação de 'China' no assassinato de Márcia. 

Esposa de policial aposentado

Márcia era esposa de um investigador Polícia Civil de Mato Grosso do Sul, aposentado em 2007 e desapareceu na noite do dia 7 ao entrar em um carro SUV.

O policial, que esteve no local acompanhado de outro membro da família, fez o reconhecimento. Ele não quis conversar com a imprensa, mas acompanhou as equipes da Polícia Civil e do Batalhão de Choque até a delegacia, para os procedimentos de praxe.

A vítima estava vestida, com roupas e joias — pulseiras, relógio e aliança. Conforme informações apuradas pelo Jornal Midiamax, ela tinha apenas uma entrada de tiro na testa. Ela foi possivelmente morta em outro local e o corpo foi jogado no banco de areia embaixo do córrego.

Um boletim de ocorrência, registrado na tarde de sexta-feira (8), indica o desaparecimento de Márcia na noite de quinta-feira (7), por volta das 19h, na Vila Carvalho. Conforme relato, ela teria saído da casa da mãe e uma testemunha a viu sendo seguida por um carro utilitário SUV. Ao virar a esquina, a mulher entrou no carro e, desde então, não foi mais vista.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

icon-onibus

Rua Dr. Napoleão Laureano,13 - Bairro Santo Antonio - Campo Grande/MS

fn.jornaldoonibus@hotmail.com - CEP: 79100-370